Inspiração Diária com Deus de 02 de Abril

PUBLICIDADE

A fidelidade de Deus é a nossa esperança – Inspiração Diária de 02 de Abril

ORE CONOSCO 

Mas de vós, ó amados, esperamos coisas melhores, e coisas que acompanham a salvação, ainda que assim falamos. Porque Deus não é injusto para se esquecer da vossa obra, e do trabalho do amor que para com o seu nome mostrastes, enquanto servistes aos santos; e ainda servis. Hebreus 6:9,10

LEITURA E INSPIRAÇÃO DE 02 DE ABRIL

Vocês, meu querido povo apesar do que acabamos de dizer, estamos certos de que estão em um estado melhor e a caminho da salvação. Deus não seria tão injusto a ponto de esquecer tudo o que vocês fizeram, o amor que têm pelo Seu nome ou pelos serviços que fizeram, e continuam a fazer, pelos santos. O nosso único desejo é que cada um de vós continue a mostrar a mesma seriedade até ao fim, até ao perfeito cumprimento das nossas esperanças, nunca se descuidando, mas imitando aqueles que têm a fé e a perseverança para herdar as promessas.

PUBLICIDADE

Quando Deus fez a promessa a Abraão, jurou por si mesmo, pois era impossível para ele jurar por alguém maior: dar-vos-ei bênçãos e dar-vos-ei muitos descendentes. Por causa disso, Abraão perseverou e viu a promessa cumprida. Os homens, naturalmente, fazem um juramento por algo maior do que eles, e entre os homens, a confirmação por um juramento põe um fim a toda disputa.

Da mesma forma, quando Deus quis fazer com que os herdeiros da promessa percebessem a fundo que o seu propósito era inalterável, ele transmitiu isso por um juramento; para que houvesse duas coisas inalteráveis nas quais fosse impossível para Deus estar mentindo, e para que nós, agora que encontramos a segurança, tivéssemos um forte encorajamento para nos agarrarmos firmemente à esperança que nos é oferecida.

Aqui temos uma âncora para a nossa alma, tão segura quanto firme, e alcançando para além do véu onde Jesus entrou antes de nós e em nosso nome, para nos tornarmos sumo sacerdotes da ordem de Melquisedeque, e para sempre.

ORAÇÃO PELO DIA DE HOJE

PUBLICIDADE

Eu amar-te-ei, senhor, a minha força: senhor, tu és o meu fundamento e o meu refúgio, tu libertaste-me, o meu Deus é a minha ajuda: Vou pôr a minha esperança nele, o meu protetor, o meu sinal de salvação, aquele que me levanta. Eu chamarei o senhor louvado seja o seu nome e eu serei salvo dos meus inimigos.

As ondas de morte inundaram à minha volta, as torrentes de Belial me atiraram ao chão, as cordas da ferida do submundo à minha volta, as armadilhas da morte abriram diante de mim. Na minha angústia, chamei o Senhor, eu gritei ao meu Deus: do seu templo, ele ouviu a minha voz, o meu grito para ele chegou aos ouvidos dele.

SEGUNDA LEITURA

Jesus Cristo reza por nós e em nós e é o objeto das nossas orações

Deus não poderia dar maior dom aos homens do que fazer sua Palavra, por quem criou todas as coisas, a cabeça deles e uni-los a ele como seus membros, para que a Palavra fosse ao mesmo tempo Filho de Deus e filho do homem, um só Deus com o Pai, e um só homem com todos os homens. O resultado é que quando falamos com Deus em oração não separamos o Filho dele, e quando o corpo do Filho ora não separa a cabeça dele mesmo: é o único Salvador de seu corpo, nosso Senhor Jesus Cristo, o Filho de Deus, que ora por nós e em nós e é Ele mesmo o objeto de nossas orações.

Ele reza por nós como nosso sacerdote, ele reza em nós como nossa cabeça, ele é o objeto de nossas orações como nosso Deus. Reconheçamos então tanto a nossa voz na sua, como a sua voz na nossa. Quando algo é dito, especialmente em profecia, sobre o Senhor Jesus Cristo que parece pertencer a uma condição de humildade indigna de Deus, não devemos hesitar em atribuir esta condição a alguém que não hesitou em unir-se a nós. Toda criatura é seu servo, pois foi por ele que toda criatura veio a ser.

Contemplamos a sua glória e divindade quando ouvimos estas palavras: no princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas através dele, e sem ele nada foi feito. Aqui olhamos para a divindade do Filho de Deus, algo supremamente grande e que supera toda a grandeza das suas criaturas. No entanto, em outras partes da Escritura nós o ouvimos como um só suspiro, orando, dando louvor e agradecimento.

Hesitamos em atribuir-lhe estas palavras porque a nossa mente é lenta em descer ao seu humilde nível, quando acabamos de contemplá-lo na sua divindade. É como se estivéssemos fazendo-lhe uma injustiça ao reconhecer em um homem as palavras de alguém com quem falamos quando rezamos a Deus. Normalmente estamos perdidos e tentamos mudar o sentido. No entanto, a nossa mente não encontra nada nas Escrituras que não volte para ele, nada que nos permita afastar-nos dele.

Os nossos pensamentos devem então ser despertados para manter a sua vigília de fé. Devemos compreender que aquele que contemplávamos pouco tempo antes em sua natureza, como Deus, tomou para si a natureza de servo; foi feito à semelhança dos homens e considerado um homem como os outros; humilhou a si mesmo sendo obediente até a aceitação da morte; enquanto pendurado na cruz, fez suas as palavras do salmista: meu Deus, por que me abandonaste?

Nós rezamos a ele como Deus, ele reza por nós como um servo. No primeiro caso ele é o Criador, no segundo, uma criatura. Ele mesmo, inalterado, tomou para si a nossa natureza criada para mudá-la, e nos fez um só homem consigo mesmo, cabeça e corpo. Rezamos então a ele, através dele, nele, e falamos com ele e ele conosco.

INSPIRAÇÃO DO DIA – ORAÇÃO E ESTUDO BÍBLICO 🙏


Espero que tenham gostado da Oração e Estudo Bíblico de hoje!

🙏 Envie a palavra de Deus para pessoas queridas ❤️🙏

        Enviar para Alguém PARTICIPAR DO GRUPO