Inspiração Diária com Deus de 04 de Maio

PUBLICIDADE

As Duas Bestas – Inspiração Diária de 04 de Maio

ORE CONOSCO 

E a besta que vi era semelhante ao leopardo, e os seus pés como os de urso, e a sua boca como a de leão; e o dragão deu-lhe o seu poder, e o seu trono, e grande poderio. E vi uma das suas cabeças como ferida de morte, e a sua chaga mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou após a besta. Apocalipse 13:2,3

LEITURA E INSPIRAÇÃO DE 04 DE MAIO

Então vi uma besta emergir do mar: tinha sete cabeças e dez chifres, com uma coroa em cada um de seus dez chifres, e suas cabeças estavam marcadas com títulos de blasfêmia. Vi que a besta era como um leopardo, com patas como um urso e uma boca como um leão; o dragão havia entregue a ela seu próprio poder e seu trono e sua autoridade mundial.

PUBLICIDADE

Vi que uma de suas cabeças parecia ter tido uma ferida fatal, mas que esse ferimento mortal havia cicatrizado e, depois disso, o mundo inteiro se maravilhou e seguiu a besta. Eles se prostraram diante do dragão porque ele tinha dado à besta sua autoridade; e eles se prostraram diante da besta, dizendo: quem pode se comparar com a besta? Como alguém poderia derrotá-lo?

Durante quarenta e dois meses, a besta foi autorizada a falar suas glórias e blasfêmias e a fazer o que quisesse; e falou suas blasfêmias contra Deus, contra seu nome, sua tenda celestial e todos aqueles que ali estão abrigados. Foi-lhe permitido fazer guerra contra os santos e conquistá-los, e foi-lhe dado poder sobre toda raça, povo, língua e nação; e todas as pessoas do mundo irão adorá-lo, ou seja, todos aqueles cujo nome não foi escrito desde a fundação do mundo no livro da vida do Cordeiro sacrificial.

Se alguém tem ouvidos para ouvir, que o ouça: O cativeiro para aqueles que estão destinados ao cativeiro; a espada para aqueles que vão morrer pela espada. É por isso que os santos devem ter constância e fé.

Então vi uma segunda besta; ela emergiu do chão; tinha dois chifres como um cordeiro, mas fazia um barulho como um dragão. Essa segunda besta era serva da primeira besta, e estendia sua autoridade por toda parte, fazendo o mundo e todo o seu povo adorar a primeira besta, que tinha tido a ferida fatal e tinha sido curada.

PUBLICIDADE

E fez grandes milagres, até mesmo chamar fogo do céu para a terra, enquanto as pessoas observavam. Através dos milagres que lhe foi permitido fazer em nome da primeira besta, conseguiu conquistar as pessoas do mundo e persuadi-las a colocar uma estátua em honra da besta que tinha sido ferida pela espada e que ainda vivia.

Foi-lhe permitido respirar vida nessa estátua, para que a estátua da besta pudesse falar, e para que qualquer um que se recusasse a adorar a estátua da besta fosse condenado à morte. Ele obrigou a todos pequenos e grandes, ricos e pobres, escravos e cidadãos a serem marcados na mão direita ou na testa, e tornou ilegal a qualquer um comprar ou vender qualquer coisa, a menos que tivesse sido marcado com o nome da besta ou com o número do seu nome.

ORAÇÃO PELO DIA DE HOJE

Aquele que vencer será vestido de branco, e eu não retirarei seu nome do livro dos vivos. Na presença de meu Pai e de seus anjos declararei abertamente que ele me pertence, aleluia. O homem que permanecer firme até o fim será salvo. Na presença de meu Pai e de seus anjos declararei abertamente que ele me pertence, aleluia.

PUBLICIDADE

SEGUNDO DEVOCIONAL E ESTUDO
O Espírito dá vida

Por esta causa o Senhor, que nos dá a vida, nos deu a aliança do batismo, contendo um tipo de vida e morte, pois a água cumpre a imagem da morte, e o Espírito nos dá a promessa da vida. Daí decorre que a resposta à nossa pergunta, por que a água estava associada ao Espírito, é clara.

A razão é porque no batismo foram propostos dois fins: por um lado, a destruição do corpo de pecado, para que ele nunca amadureça na morte; por outro, a nossa vinda à vida no Espírito, amadurecendo e tendo nosso fruto em santidade. Como um túmulo, a água recebe o corpo, simbolizando a morte; enquanto o Espírito derrama no poder vivificante, renovando nossa alma da morte do pecado em sua vida original.

PUBLICIDADE

Assim é nascer de novo da água e do Espírito, a água traz a morte necessária, enquanto o Espírito cria a vida dentro de nós. Em três imersões, então, e com três invocações, é realizado o grande mistério do batismo. Assim, o símbolo da morte se completa e, com a transmissão do conhecimento divino, os batizados têm a alma iluminada.

Segue-se que, se há alguma graça na água, não é da natureza da água, mas da presença do Espírito. Pois o batismo não é o afastamento da sujeira da carne, mas a resposta de uma boa consciência para com Deus. Assim, ao nos treinar para a vida que se segue à ressurreição, o Senhor estabelece todo o tipo de vida exigida pelo Evangelho, estabelecendo para nós a lei da doçura, da resistência ao mal, da liberdade da impureza que vem do amor do prazer e da cobiça tudo isso para que possamos, por nossa própria escolha, alcançar tudo o que a vida a vir de sua natureza inerente possui.

Pelo Espírito Santo vem nossa restauração ao paraíso, nossa ascensão ao reino dos céus, nosso retorno ao status de filhos adotivos, nossa liberdade de chamar Deus de Pai, nosso ser feito participante da graça de Cristo, nosso ser chamado de filhos da luz, nossa participação na glória eterna em uma palavra, nosso ser levado a um estado de toda plenitude de bênção tanto neste mundo quanto no mundo vindouro.

De todos os bons dons que nos são reservados, pela fé contemplamos o reflexo da sua graça como se já estivessem presentes, mas ainda temos de esperar pelo seu pleno gozo. Se tal é a promessa, como será a perfeição? Se estes são os primeiros frutos, qual será o cumprimento completo?

INSPIRAÇÃO DO DIA – ORAÇÃO E ESTUDO BÍBLICO 🙏


Espero que tenham gostado da Oração e Estudo Bíblico de hoje!

🙏 Envie a palavra de Deus para pessoas queridas ❤️🙏

        Enviar para Alguém PARTICIPAR DO GRUPO