Inspiração Diária com Deus de 11 de Junho

PUBLICIDADE

O povo cruza o Jordão e celebra a Páscoa – Inspiração Diária de 11 de Junho

ORE CONOSCO 

E Moisés tomou a metade do sangue, e a pôs em bacias; e a outra metade do sangue espargiu sobre o altar. E tomou o livro da aliança e o leu aos ouvidos do povo, e eles disseram: tudo o que o senhor tem falado faremos, e obedeceremos. Êxodo 24:6,7

LEITURA E INSPIRAÇÃO DE 11 DE JUNHO

A Moisés o Senhor tinha dito: subi ao senhor, tu e Arão, Nadabe e Abiú, e setenta dos anciãos de Israel, e inclinai-vos em adoração à distância, só Moisés deve aproximar-se do senhor; os outros não devem, nem o povo deve subir com ele”. Moisés foi e contou ao povo todos os mandamentos do Senhor e todas as ordenanças. Em resposta, todo o povo disse com uma só voz: observaremos todas as ordens que o Senhor decretou.

Moisés colocou todas as ordens do senhor por escrito, e de manhã cedo construiu um altar aos pés da montanha, com doze pedras de pé para às doze tribos de Israel. Em seguida, ordenou a certos jovens israelitas que oferecessem holocaustos e amolassem os novilhos ao Senhor como sacrifícios de comunhão.

Metade do sangue que Moisés tomou e colocou nas bacias, a outra metade lançou sobre o altar, e tomando o Livro do Concerto, leu-o ao povo que o escutava, e eles disseram: observaremos tudo o que o Senhor decretou; obedeceremos. Então Moisés tomou o sangue e o lançou em direção ao povo. Isto disse ele é o sangue do Pacto que o Senhor fez contigo, contendo todas estas regras’.

Moisés subiu com Aarão, Nadabe e Abiú, e setenta anciãos de Israel, eles viram o Deus de Israel debaixo de cujos pés havia, parecia, um pavimento de safira puro como os próprios céus. Ele não pôs as mãos sobre esses notáveis dos filhos de Israel; eles olharam para Deus, eles comeram e beberam.

ORAÇÃO PELO DIA DE HOJE

Eu sou o pão da vida, seus antepassados comeram maná no deserto, e morreram, estou falando do pão que desce do céu, que um homem pode comer, e nunca morrer. Eu sou o pão vivo que desceu do céu: se alguém comer este pão, viverá para sempre, estou falando do pão que desce do céu, que um homem pode comer, e nunca morrer.

SEGUNDA LEITURA

Ó banquete precioso e maravilhoso!

Como era vontade do Filho unigênito de Deus que os homens participassem de sua divindade, ele assumiu nossa natureza para que, tornando-se homem, pudesse fazer dos homens deuses. Além disso, quando tomou nossa carne, dedicou toda a sua substância à nossa salvação, ele ofereceu seu corpo a Deus Pai, no altar da cruz, como sacrifício pela nossa reconciliação.

Ele derramou seu sangue por nosso resgate e purificação, para que pudéssemos ser redimidos de nosso estado miserável de escravidão e purificados de todo pecado. Mas para garantir que a memória de tão grande dom permanecesse conosco para sempre, ele deixou seu corpo como alimento e seu sangue como bebida para que os fiéis o consumissem em forma de pão e vinho.

Ó banquete precioso e maravilhoso, que nos traz salvação e contém toda doçura! Poderia algo ser de valor mais intrínseco? Sob a antiga lei era a carne de bezerros e cabras que era oferecida, mas aqui o próprio Cristo, o verdadeiro Deus, é colocado diante de nós como nosso alimento. O que poderia ser mais maravilhoso do que isso?

Nenhum outro sacramento tem maior poder de cura; através dele os pecados são expurgados, as virtudes são aumentadas e a alma é enriquecida com uma abundância de todo dom espiritual. É oferecido na Igreja pelos vivos e pelos mortos, para que o que foi instituído para a salvação de todos seja para o benefício de todos.

No entanto, no final, ninguém pode expressar plenamente a doçura deste sacramento, no qual o deleite espiritual é saboreado na sua própria fonte, e no qual renovamos a memória daquele amor supremo por nós que Cristo revelou na sua paixão. Foi para imprimir com mais firmeza a vastidão deste amor ao coração dos fiéis que o Senhor instituiu este sacramento, na Última Ceia.

Quando estava a ponto de deixar o mundo para ir ao Pai, depois de celebrar a Páscoa com seus discípulos, deixou-a como um memorial perpétuo de sua paixão. Era o cumprimento de figuras antigas e o maior de todos os seus milagres, enquanto que para aqueles que iriam experimentar a dor da sua partida, estava destinado a ser uma consolação única e permanente.

INSPIRAÇÃO DO DIA – ORAÇÃO E ESTUDO BÍBLICO 🙏


Espero que tenham gostado da Oração e Estudo Bíblico de hoje!

🙏 Envie a palavra de Deus para pessoas queridas ❤️🙏

        Enviar para Alguém PARTICIPAR DO GRUPO