Inspiração Diária com Deus de 11 de Outubro

PUBLICIDADE

As promessas feitas a Zerubbabel. – Inspiração Diária de 11 de Outubro

ORE CONOSCO

Ao vigésimo quarto dia do mês nono, no segundo ano de Dario, veio a palavra do Senhor por intermédio do profeta Ageu, dizendo: assim diz o Senhor dos Exércitos: Pergunta agora aos sacerdotes, acerca da lei, dizendo: se alguém leva carne santa na orla das suas vestes, e com ela tocar no pão, ou no guisado, ou no vinho, ou no azeite, ou em outro qualquer mantimento, porventura ficará isto santificado? E os sacerdotes responderam: não. Ageu 2:10-12

LEITURA E INSPIRAÇÃO DE 11 DE OUTUBRO

No vigésimo quarto dia do nono mês, no segundo ano de Dario, a palavra do Senhor foi dirigida ao profeta Ageu do seguinte modo: “o senhor dos Exércitos diz isto: pergunta aos sacerdotes por uma decisão sobre esta questão: “se um homem leva carne consagrada na prega da sua bata e com esta prega toca no pão, no caldo, no vinho ou em qualquer tipo de alimento, tal alimento torna-se sagrado”?

PUBLICIDADE

Os sacerdotes responderam: “não, não se torna”, Ageu disse então: se um homem tornado impuro pelo contacto com um cadáver toca em alguma destas coisas, será que se torna impuro? Os sacerdotes responderam, sim, torna-se, Ageu falou então.

É o mesmo com este povo, disse ele, o mesmo com esta nação que eu vejo é o senhor que fala o mesmo com tudo a que eles viram as mãos; e o que eles oferecem aqui é impuro. Refletir cuidadosamente a partir de hoje, antes de uma pedra ter sido colocada sobre outra no santuário do senhor, em que estado se encontrava? Um homem chegaria a uma pilha de vinte medidas e haveria dez; viria a uma cuba para tirar cinquenta medidas e haveria vinte.

Eu atacava com ferrugem e mofo e saudava tudo a que virava as mãos, e mesmo assim não voltaria para mim é o senhor que fala. Reflitam cuidadosamente a partir de hoje (a partir do vigésimo quarto dia do nono mês, a partir do dia em que foi lançada a fundação do santuário do senhor, pensem bem) se o grão ainda estiver curto no celeiro, e se a videira e a figueira, a romãzeira e a oliveira ainda não derem frutos.

A partir de hoje, pretendo abençoar-vos, no vigésimo quarto dia do mês, a palavra do senhor foi dirigida uma segunda vez a Ageu, como se segue: “fala a Zezababel, o alto comissário de Judá, dizei isto: “vou abanar os céus e a terra”.

PUBLICIDADE

Derrubar os tronos dos reinos e destruir o poder dos reis das nações, derrubarei as carruagens e os seus carruagens; os cavalos e os seus cavaleiros serão derrubados; eles cairão, cada um à espada do seu semelhante.

Quando esse dia chegar é o senhor dos exércitos que fala levar-te-ei, Zezabel filho de Shealtiel, meu servo é o Senhor dos Exércitos que fala e far-te-ei como um anel de sinete. Porque eu vos escolhi é o senhor dos exércitos que fala.

ORAÇÃO PELO DIA DE HOJE

Sacudirei o céu e à terra, e o tesouro de todas as nações será posto a descoberto, a glória deste templo será surpreendentemente grande, e este lugar conhecerá a paz e a prosperidade, e o tesouro de todas as nações será posto a descoberto.

PUBLICIDADE

SEGUNDA LEITURA

A partilha do corpo e do sangue do Senhor santifica-nos

Quando oferecemos o sacrifício, as palavras do nosso Salvador são cumpridas, tal como o abençoado Apóstolo Paulo as relatou: na mesma noite foi traído, o senhor Jesus tomou um pão, agradeceu a Deus por ele e partiu-o, e disse: isto é o meu corpo, que é para vós: fazei isto como um memorial de mim.

PUBLICIDADE

Da mesma forma, tomou o cálice depois do jantar, e disse: este cálice é o novo pacto no meu sangue, sempre que o beberdes, fazei isto como um memorial de mim. Até que o senhor venha, portanto, cada vez que comerdes este pão e beberdes este cálice, estais a proclamar a sua morte.

Assim, o sacrifício é oferecido para proclamar a morte do senhor e para ser uma comemoração àquele que deu a sua vida por nós. Foi ele próprio que o disse: um homem não pode ter maior amor do que dar a sua vida pelos seus amigos.

Assim, desde que Cristo morreu por nós, por amor, segue-se que quando oferecemos o sacrifício em comemoração da sua morte, estamos a pedir que o amor nos seja dado pela vinda do Espírito Santo. Imploramos e rezamos para que, tal como por amor Cristo se dignou ser crucificado por nós, assim também nós possamos receber a graça do Espírito Santo; e que por essa graça o mundo seja uma coisa morta aos nossos olhos e nós sejamos mortos para o mundo, crucificados e mortos.

Rezamos para que imitemos a morte do nosso senhor, Cristo, quando morreu, morreu, de uma vez por todas, para pecar, por isso a sua vida agora é vida com Deus. Rezamos, portanto, para que, imitando a morte do nosso Senhor, caminhemos em novidade de vida, mortos para o pecado e vivos para Deus.

O amor de Deus é derramado no nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi enviado, quando partilhamos o corpo e o sangue do Senhor, quando comemos o seu pão e bebemos o seu cálice, isto significa verdadeiramente que morremos para o mundo e temos a nossa vida escondida com Cristo em Deus, crucificando a nossa carne e as suas fraquezas e os seus desejos.

Assim é que todos os fiéis que amam a Deus e ao seu próximo bebem o cálice do amor do Senhor, mesmo que não bebam o cálice do sofrimento corporal. Ensopados com essa bebida, mortificam a carne em que caminham nesta terra. Colocando o Senhor Jesus Cristo como um manto, os seus desejos já não são os do corpo.

Não contemplam o que pode ser visto, mas o que é invisível aos olhos. É assim que o cálice do Senhor é bebido quando o amor divino está presente; mas sem esse amor, podem até dar o vosso corpo para ser queimado e mesmo assim não vos fará bem nenhum. O que o dom do amor nos dá é a oportunidade de nos tornarmos na verdade o que celebramos como um mistério no sacrifício.

INSPIRAÇÃO DO DIA – ORAÇÃO E ESTUDO BÍBLICO 🙏


Espero que tenham gostado da Oração e Estudo Bíblico de hoje!

🙏 Envie a palavra de Deus para pessoas queridas ❤️🙏

        Enviar para Alguém PARTICIPAR DO GRUPO