Inspiração Diária com Deus de 13 de Agosto

PUBLICIDADE

O Messias será a paz – Inspiração Diária de 13 de Agosto

ORE CONOSCO 

Levanta-te e trilha, ó filha de Sião; porque eu farei de ferro o teu chifre, e de bronze as tuas unhas; e esmiuçarás a muitos povos, e o seu ganho será consagrado ao Senhor, e os seus bens ao Senhor de toda à terra. Miquéias 4:13

LEITURA E INSPIRAÇÃO DE 13 DE AGOSTO

Agora olhe para suas fortificações, fortaleza, eles colocaram cerco contra nós; com uma vara eles batem na bochecha o juiz de Israel, mas você, Belém, o menor dos clãs de Judá, de vocês nascerão para mim aquele que deve governar Israel; sua origem remonta a um passado distante, até os dias de antigamente. O senhor, portanto, vai abandoná-los até o momento em que ela, que vai dar à luz, dá à luz.

PUBLICIDADE

Então o remanescente de seus irmãos voltará para os filhos de Israel, ele ficará de pé e alimentará seu rebanho com o poder do senhor, com a majestade do nome de seu Deus, eles viverão seguros, pois a partir de então ele ampliará seu poder até os confins da terra, ele mesmo será a paz. Ele nos libertará da Assíria se ela invadir nosso país, caso ele ponha os pés dentro de nossas fronteiras.

Quanto à Assíria, se ela invadisse nosso país, caso ele ponha os pés em nosso solo, levantaremos sete pastores contra ela, oito líderes de homens; eles pastorearão a Assíria com a espada, e à terra de Nimrod com a lâmina de espada. Depois, entre os muitos povos, o remanescente de Jacob será
como um orvalho do Senhor, como gotas de chuva sobre a grama, não colocando nenhuma esperança nos homens, não esperando nada da humanidade.

Então, entre os muitos povos, o remanescente de Jacob será como um leão entre os animais da floresta, como um leão jovem entre os rebanhos de ovelhas pisoteando enquanto ele vai, manchando sua presa que ninguém lhe tira.

ORAÇÃO PELO DIA DE HOJE

PUBLICIDADE

Tu, Belém, cidade de Deus Altíssimo: de ti, nascerá aquele que há de governar Israel: sua origem remonta ao passado distante e aos dias de antigamente, ele estenderá seu poder até os confins da terra, ele mesmo será a paz. Ele proclamará a paz para as nações, e seu império se estenderá de mar a mar, ele mesmo será a paz.

SEGUNDA LEITURA

Nós temos Cristo, que é nossa paz e nossa luz.

Ele é nossa paz, que fez ambas uma só, como Cristo é nossa paz, estaremos fazendo jus ao nome de cristão se deixarmos que Cristo seja visto em nossas vidas, deixando que a paz reine em nossos corações. Ele pôs um fim à hostilidade, como disse o apóstolo, portanto, não devemos permitir que ela volte à vida em nós de forma alguma, mas devemos proclamar claramente que ela está morta de fato.

Deus a destruiu de uma maneira maravilhosa para nossa salvação, não devemos, portanto, nos permitir ceder à raiva ou guardar rancores, pois isso poria em perigo nossas almas, não devemos agitar o que está bem e verdadeiramente morto, chamando-o de volta à vida por nossa maldade. Mas como carregamos o nome de Cristo, que é a paz, também nós devemos pôr um fim a toda hostilidade, para que possamos professar em nossas vidas o que acreditamos ser verdadeiro a respeito dele.

Ele derrubou o muro divisório e uniu os dois lados em si mesmo, fazendo assim a paz, nós também, portanto, não devemos apenas nos reconciliar com aqueles que nos atacam de fora, devemos também reunir as facções beligerantes dentro de nós, para que a carne não seja mais oposta ao espírito e o espírito à carne. Então, quando a mente que é colocada na carne está sujeita à lei divina, podemos ser reformulados em uma nova criatura, em um homem de paz, quando os dois tiverem sido feitos um, então teremos paz dentro de nós mesmos.

A definição de paz é que deve haver harmonia entre duas facções opostas, e assim, quando a guerra civil em nossa natureza tiver chegado ao fim e estivermos em paz dentro de nós mesmos, poderemos nos tornar paz. Então, seremos realmente fiéis ao nome de Cristo que carregamos. Quando consideramos que Cristo é a verdadeira luz longe de toda falsidade, percebemos que nossas vidas também devem ser iluminadas pelos raios do sol da justiça, que brilham para nossa iluminação.

Esses raios são as virtudes pelas quais nos livramos das obras das trevas e nos conduzimos de forma devotada como na luz do dia, então, quando nos recusamos a ter algo a ver com as trevas da maldade e fazemos tudo na luz, nós mesmos também nos tornaremos luz e nossas obras darão luz aos outros, pois está na natureza da luz brilhar.

Mas se olharmos para Cristo como nossa santificação, então devemos nos manter livres de tudo o que é perverso e impuro, tanto em pensamento como em obras, e assim provar que somos dignos de levar seu nome, pois demonstraremos o efeito da santificação não em palavras, mas em nossas ações e em nossas vidas.

INSPIRAÇÃO DO DIA – ORAÇÃO E ESTUDO BÍBLICO 🙏


Espero que tenham gostado da Oração e Estudo Bíblico de hoje!

🙏 Envie a palavra de Deus para pessoas queridas ❤️🙏

        Enviar para Alguém PARTICIPAR DO GRUPO