Inspiração Diária com Deus de 17 de Agosto

PUBLICIDADE

Reproduções contra Jerusalém – Inspiração Diária de 17 de Agosto

ORE CONOSCO 

Porque, eis que o Senhor, o SENHOR dos Exércitos, tirará de Jerusalém e de Judá o sustento e o apoio; a todo o sustento de pão e a todo o sustento de água; p poderoso, e o homem de guerra, o juiz, e o profeta, e o adivinho, e o ancião. Isaías 3:1,2

LEITURA E INSPIRAÇÃO DE 17 DE AGOSTO

Sim, veja como o Senhor, o senhor dos Anfitriões está a tirar de Jerusalém e Judá apoio de qualquer tipo (apoio de pão e apoio de água): herói, homem de armas, juiz, profeta, adivinho, ancião, capitão, nobre, conselheiro, feiticeiro, adivinho.

PUBLICIDADE

“Eu dou-lhes rapazes para príncipes, rapazes crus para os governar”, o povo intimida-se uns aos outros, vizinho; um jovem pode insultar o seu vizinho mais velho, um brutamontes abusivo um nobre, para que todos tentem apanhar o seu irmão na casa do seu pai, para dizer, “tem um manto, por isso é líder, e governar este monte de ruínas”.

Quando esse dia chegar o outro irá protestar, eu não sou médico, na minha casa não é nem pão nem capa; não me faça líder do povo. Sim, Jerusalém está a cair em ruínas e Judah está em colapso, uma vez que as suas palavras e os seus atos afrontam o Senhor, insultando a sua glória.

Os seus ares insolentes dão testemunho contra eles, desfilam o seu pecado como Sodoma, para a sua própria estruição, eles não a escondem, estão a preparar a sua própria ruína. Diga-lhes: feliz é o homem virtuoso, pois ele alimentar-se-á do fruto dos seus atos; ai do ímpio, o mal está sobre ele, ele será tratado como as suas ações merecem.

Ó meu povo, oprimido por um rapaz, governado por mulheres, ó meu povo, os vossos governantes enganam-vos e destruir a estrada que percorre. O Senhor ergue-se do seu lugar de julgamento, ele levanta-se para arraigar o seu povo.

PUBLICIDADE

O Senhor chama ao julgamento os anciãos e os príncipes do seu povo: “vocês são os que destroem a vinha e esconder o que se roubou aos pobres. Com que direito esmaga o meu povo e moer o rosto dos pobres? É o senhor, o senhor das Hostes, que fala.

ORAÇÃO PELO DIA DE HOJE

Dizei aos justos que lhes fará bem, pois eles comerão o fruto das suas obras, ai dos ímpios! Será mal com eles, pois o que as suas mãos fizeram ser-lhes-á feito. O senhor tomou o seu lugar para lutar, ele está de pé para julgar os povos. Ai dos ímpios! Será doente com eles, pois o que as suas mãos lhes fizeram será feito a eles.

PUBLICIDADE

SEGUNDA LEITURA

Lutas sem e medos dentro

Os santos são apanhados numa turbulenta guerra de problemas, atacados ao mesmo tempo pela força e pela persuasão. A paciência é o seu escudo contra a força, e a doutrina faz as flechas que disparam contra a persuasão. Veja a habilidade com que eles se preparam para ambas as lutas.

A perversidade interior, eles endireitam-se e ensinam e corrigem, a adversidade sem, enfrentam, suportam e reprimem. Desprezam os inimigos que vêm de fora para os atacar, resistem-lhes e impedem-nos de subverter os outros. Mas aos cidadãos fracos e débeis dentro deles dão compaixão, receando que, de outra forma, possam perder completamente a vida de justiça.

PUBLICIDADE

Olhemos para São Paulo, o soldado do exército de Deus, enquanto luta contra ambos os inimigos: como ele diz, disputas no exterior, desconfianças no interior. Ele enumera os inimigos a que tem de resistir: perigo dos rios e perigo dos bandidos, perigo do meu próprio povo e perigo dos pagãos, perigo nas cidades e perigo no campo aberto, perigo no mar e perigo dos chamados irmãos.

Ele enumera as armas que dispara contra eles: trabalhei e trabalhei, muitas vezes sem dormir; tive fome e sede e muitas vezes fome; estive ao frio sem roupa. No meio de todas estas batalhas o acampamento do exército ainda deve ser patrulhado e salvaguardado: e, para deixar de fora muito mais, há a minha preocupação diária: a minha ansiedade por todas as igrejas.

Vê-se como ele toma a guerra com coragem e como se dedica compassivamente a manter os seus vizinhos a salvo, primeiro enumera os males que sofre, depois enumera as coisas boas que está a dar. Ponderemos que carga é suportar ataques do exterior e, ao mesmo tempo, dar proteção aos fracos do interior.

De fora, ele sofre ataques: é espancado, é acorrentado, de dentro, ele suporta o medo: o medo de que o seu sofrimento o desencoraje, não a ele, mas aos seus discípulos. Assim ele escreve-lhes: que ninguém se perturbe com os problemas atuais: como sabem, eles são obrigados a vir na nossa direção.

No meio dos seus próprios sofrimentos, era a queda dos outros que ele temia: se o vissem ser espancado por causa da sua fé, poderiam eles próprios impedir de professar essa fé. Que imenso amor que ele tem dentro de si! Ele negligencia o que ele próprio está a sofrer e preocupa-se apenas que os seus discípulos possam sofrer a tentação por causa disso.

Ele nada pensa nas feridas do seu corpo e cura as feridas do coração de outras pessoas, isto é algo característico dos justos. Só porque eles próprios sofrem dor, isso não os impede de se preocuparem com as necessidades dos outros.

Eles choram por si próprios e pela adversidade que enfrentam, mas continuam a dar o ensinamento necessário aos outros. São como um grande médico que é abatido pela doença: suportam as suas próprias feridas enquanto dão medicamentos curativos aos seus pacientes.

INSPIRAÇÃO DO DIA – ORAÇÃO E ESTUDO BÍBLICO 🙏


Espero que tenham gostado da Oração e Estudo Bíblico de hoje!

🙏 Envie a palavra de Deus para pessoas queridas ❤️🙏

        Enviar para Alguém PARTICIPAR DO GRUPO