Inspiração Diária com Deus de 21 de Abril

PUBLICIDADE

Uma visão do Filho do Homem – Inspiração Diária de 21 de Abril

ORE CONOSCO 

Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo; o qual testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que tem visto. Apocalipse 1:1,2

LEITURA E INSPIRAÇÃO DE 21 DE ABRIL

Esta é a revelação dada por Deus a Jesus Cristo para que ele pudesse contar aos seus servos sobre as coisas que agora vão acontecer muito em breve; ele enviou o seu anjo para dá-la a conhecer ao seu servo João, e João escreveu tudo o que viu e jura que é a palavra de Deus garantida por Jesus Cristo.

PUBLICIDADE

Feliz o homem que lê esta profecia, e feliz aqueles que o escutam, se guardam de bom grado tudo o que ela diz, porque o Tempo está próximo. De João, às sete igrejas da Ásia: graça e paz a vós, daquele que é, que foi e que há de vir, dos sete espíritos em sua presença diante do seu trono, e de Jesus Cristo, testemunha fiel, o Primogênito dos mortos, o Soberano dos reis da terra.

Ele nos ama e lavou nossos pecados com seu sangue, e nos fez uma linhagem de reis, sacerdotes para servir a seu Deus e Pai; a ele, pois, seja glória e poder para todo o sempre. Amém.

É ele que vem sobre as nuvens; todos o verão, mesmo aqueles que o traspassaram, e todas as raças da terra se lamentarão por ele. Eu sou o Alfa e o ômega diz o senhor Deus, que é, que foi e que há de vir, o todo poderoso.

Meu nome é João, e pela nossa união em Jesus eu sou teu irmão e compartilho teus sofrimentos, teu reino, e tudo o que tu suportas. Eu estava na ilha de Patmos por ter pregado a palavra de Deus e testemunhado por Jesus; era o dia do Senhor e o Espírito me possuía, e ouvi uma voz atrás de mim, gritando como uma trombeta: escreve tudo o que vês num livro, e envia-o às sete igrejas.

PUBLICIDADE

Virei-me para ver quem tinha falado comigo, e quando me virei vi sete candeeiros de ouro e, rodeado por eles, uma figura como um Filho do Homem, vestido com um longo manto amarrado na cintura com uma cinta dourada. Sua cabeça e seu cabelo eram brancos como a lã branca ou como a neve, seus olhos como uma chama ardente, seus pés como o bronze queimado quando foi refinado em uma fornalha, e sua voz como o som do oceano.

Em sua mão direita segurava sete estrelas, de sua boca saía uma espada afiada, de dois gumes, e seu rosto era como o sol brilhando com toda sua força. Quando o vi, caí em um desmaio morto a seus pés, mas ele me tocou com sua mão direita e disse: não tenha medo; sou eu, o primeiro e o último; eu sou o vivente, eu estava morto e agora devo viver para sempre e sempre, e eu tenho as chaves da morte e do submundo.

Agora escreva tudo o que você vê dos acontecimentos presentes e das coisas que ainda estão por vir. O segredo das sete estrelas que vocês viram na minha mão direita, e dos sete candeeiros de ouro é este: as sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete candeeiros são as próprias sete igrejas.

ORAÇÃO PELO DIA DE HOJE

PUBLICIDADE

Deus todo poderoso, sempre vivo, nós confiantemente o chamamos de pai e de senhor. Renova teu Espírito em nossos corações: torna-nos cada vez mais perfeitos os teus filhos, para que possamos entrar na herança que você nos prometeu. Através de nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que vive e reina com você na unidade do Espírito Santo, um só Deus, para todo o sempre.

SEGUNDO DEVOCIONAL E ESTUDO
A Páscoa espiritual

A Páscoa que celebramos traz salvação para toda a raça humana a partir do primeiro homem, que junto com todos os outros é salvo e recebe vida. De forma imperfeita e transitória, os tipos e imagens do passado prefiguraram a realidade perfeita e eterna que agora se revela.

PUBLICIDADE

A presença do que é representado torna o símbolo obsoleto: quando o rei aparece em pessoa, ninguém faz reverência à sua estátua. O quanto o símbolo fica aquém da realidade é visto do fato de que a Páscoa simbólica celebrava a breve vida do primogênito dos judeus, enquanto a verdadeira Páscoa celebra a vida eterna de toda a humanidade.

É um pequeno ganho escapar da morte por pouco tempo, mas morrer logo depois; é uma coisa muito diferente escapar da morte como fazemos através do sacrifício de Cristo, nossa Páscoa. Corretamente entendido, seu próprio nome mostra porque esta é a nossa maior festa.

É chamada de Páscoa porque, quando ele atacava o primogênito, o anjo destruidor passava por cima das casas dos hebreus, mas é ainda mais verdadeiro dizer que ele passa por cima de nós, pois o faz de uma vez por todas quando somos ressuscitados por Cristo para a vida eterna.

Se pensarmos apenas na verdadeira Páscoa e perguntarmos por que é que o tempo da Páscoa e da salvação do primogênito é tomado para ser o início do ano, a resposta certamente deve ser que o sacrifício da verdadeira Páscoa é para nós o início da vida eterna. Porque gira em ciclos e nunca chega ao fim, o ano é um símbolo de eternidade.

Cristo, o sacrifício que foi oferecido por nós, é o pai do mundo que está por vir. Ele põe fim à nossa vida anterior, e através das águas regeneradoras do batismo em que imitamos a sua morte e ressurreição, ele nos dá o início de uma nova vida.

O conhecimento de que Cristo é o cordeiro pascal que foi sacrificado por nós deve fazer-nos considerar o momento da sua imolação como o início da nossa própria vida. Para nós, a imolação de Cristo em nosso favor acontece quando tomamos consciência dessa graça e compreendemos a vida que nos é conferida por esse sacrifício.

Tendo compreendido, devemos entrar nesta nova vida com todo o afã e nunca mais voltar à velha, que agora está no fim. Como diz a Escritura: Nós morremos para o pecado como então podemos continuar a viver nele?

INSPIRAÇÃO DO DIA – ORAÇÃO E ESTUDO BÍBLICO 🙏


Espero que tenham gostado da Oração e Estudo Bíblico de hoje!

🙏 Envie a palavra de Deus para pessoas queridas ❤️🙏

        Enviar para Alguém PARTICIPAR DO GRUPO