Oração e Benção da Noite de 25 de Junho

PUBLICIDADE

Oração e Benção Diária de 25 de Junho

Uma Oração pela Bençãos Espirituais.

Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus, chegam com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa, retenhamos firmes a confissão da nossa esperança; porque fiel é o que prometeu.Hebreus 10:19-23

ESTUDO BÍBLICO DA NOITE DE 25 DE JUNHO

Entre os famosos ditados dos pais da Igreja, nenhum é melhor do que o de Agostinho: “tu nos formaste para ti mesmo, e nossos corações estão inquietos até encontrarem descanso em ti”. O grande santo afirma aqui em poucas palavras a origem e a história interior da raça humana. Deus nos fez para Si: essa é a única explicação que satisfaz o coração de um homem pensante, seja qual for a sua razão selvagem. Se uma educação deficiente e um raciocínio perverso levam um homem a concluir o contrário, pouco há que qualquer cristão possa fazer por ele.

PUBLICIDADE

Para tal homem eu não tenho nenhuma mensagem. Meu apelo é dirigido àqueles que foram previamente ensinados em segredo pela sabedoria de Deus; falo aos corações sedentos, cujos anseios foram despertados pelo toque de Deus dentro deles, e tais que não precisam de provas fundamentadas. Os seus corações inquietos fornecem todas as provas de que necessitam.

Deus nos formou para si, faz as perguntas antigas sobre o quê e por quê e responde-as em uma frase curta dificilmente igualada em qualquer trabalho sem inspiração. Pergunta: o que é o chefe Fim do Homem? Resposta: o principal Fim do Homem é glorificar a Deus e apreciá-lo para sempre. Com isto concordam os quatro e vinte anciãos que se prostram sobre o seu rosto para adorarem Aquele que vive pelos séculos dos séculos, dizendo: tu és digno, senhor, de receber glória, honra e poder; porque tu criaste todas as coisas, e para teu prazer elas são e foram criadas.

Deus nos formou para o Seu prazer, e assim nos formou para que nós, assim como ele, em comunhão divina possamos desfrutar da doce e misteriosa mistura de personalidades afins. Ele queria que o víssemos, vivêssemos com ele e tirássemos nossa vida de seu sorriso, mas temos sido culpados daquela “revolta imunda” da qual Milton fala ao descrever a rebelião de Satanás e suas hostes, nós rompemos com Deus.

Deixamos de obedecê-Lo ou amá-lo e em culpa e medo fugimos o mais longe possível de Sua presença, mas quem pode fugir de sua Presença quando o céu dos céus não pode contê-lo? Quando, como testemunha a sabedoria de Salomão, o espírito do senhor enche o mundo? A onipresença do senhor é uma coisa, e é um fato solene necessário à Sua perfeição; a Presença manifesta é outra coisa completamente diferente, e dessa Presença fugimos, como Adão, para nos esconder entre as árvores do jardim, ou como Pedro para nos encolhermos chorando: afasta-te de mim, pois sou um homem pecador, ó senhor. (Continua…)

PUBLICIDADE

Assim, a vida do homem sobre à terra é uma vida longe da Presença, arrancada daquele ‘centro feliz’ que é a nossa morada certa e própria, nosso primeiro estado que não guardamos, cuja perda é a causa de nossa inquietação incessante.

Toda a obra de Deus na redenção é para desfazer os efeitos trágicos daquela revolta imunda, e nos trazer de volta ao relacionamento correto e eterno com Ele mesmo, o que exigiu que nossos pecados fossem eliminados satisfatoriamente, que uma reconciliação plena fosse efetivada e o caminho aberto para que voltássemos novamente à comunhão consciente com Deus e voltássemos a viver na Presença como antes.

Então, por Seu preveniente trabalhando dentro de nós, ele nos impulsiona a voltar, sto nos vem à mente quando nossos corações inquietos sentem um anseio pela Presença de Deus e dizemos dentro de nós mesmos: eu me levantarei e irei para o meu Pai. Esse é o primeiro passo, e como disse o sábio chinês Lao-tze, a viagem de mil milhas começa com um primeiro passo.

A viagem interior da alma desde a selvageria do pecado até a gozada Presença de Deus é belamente ilustrada no tabernáculo do Antigo Testamento. O pecador que voltava entrou primeiro no pátio exterior, onde ofereceu um sacrifício de sangue no altar de bronze e se lavou na pia que ficava perto dele.

Então, através de um véu, ele passou para o lugar santo onde nenhuma luz natural poderia vir, mas o candelabro dourado que falava de Jesus, a Luz do Mundo, lançou seu suave brilho sobre todos. Havia também o pão da proposição para falar de Jesus, o Pão da Vida, e o altar do incenso, uma figura de oração incessante.

Embora o adorador tivesse gostado tanto, ele ainda não havia entrado na Presença de Deus. Outro véu se separou do Santo dos Santos, onde acima do propiciatório habitava o próprio Deus, em horrível e gloriosa manifestação. Enquanto o tabernáculo estava de pé, só o sumo sacerdote podia entrar ali, e isso apenas uma vez por ano, com o sangue que ele oferecia por seus pecados e pelos pecados do povo.

Foi este último véu que foi rasgado quando nosso Senhor entregou o fantasma no Calvário, e o escritor sagrado explica que este rasgo do véu abriu o caminho para que todo adorador do mundo viesse pelo caminho novo e vivo direto para a Presença divina.

BENÇÃO E ORAÇÃO FINAL DA NOITE COM DEUS

Pai Celestial e misericordioso, ao chegarmos ao fim do dia, oro para que o Senhor estenda seus braços protetores sobre mim e minha família. Cubra-nos com seus anjos protetores e nos mantenha bem e a salvo de todo dano e ataques espirituais. Amém.🙏


Espero que tenham gostado dessa Oração da tarde e Estudo Bíblico!

🙏 Envie a palavra de Deus para pessoas queridas ❤️🙏

        Enviar para Alguém PARTICIPAR DO GRUPO